20141026

O que é uma esquerda. Pilares para a sua construção

Resumo

A lastimável ineficácia da contestação ao capitalismo em geral e aos efeitos das suas disfunções em particular resulta, em grande parte, do contágio dissolvente da focagem pela esquerda institucional em parcas ou más respostas à crise e se esquecer, em absoluto do sistema, como matriz de compreensão da realidade.

Procuraremos tipificar as caraterísticas essenciais do capitalismo de hoje e a natureza e o papel do Estado, para além das disputas entre a abordagem neoliberal dominante e a crítica keynesiana, sabendo-se que nenhuma dispensa a autoridade do Estado ou da classe política, como vanguarda condutora das pessoas, tomadas como inimputáveis peões dos jogos políticos.


Os Estados tendem a voltar a ter o seu conteúdo histórico de monopólio da coerção e da punção fiscal, depois de cerca de um século durante o qual exerceram funções sociais no seu âmbito de capitalista coletivo. 

Texto em:

http://grazia-tanta.blogspot.pt/2014/10/o-que-e-uma-esquerda-pilares-para-sua.html

http://www.slideshare.net/durgarrai/o-que-uma-esquerda-pilares-para-a-sua-construo

https://pt.scribd.com/doc/244517719/O-que-e-uma-esquerda-Pilares-para-a-sua-construcao

Outros textos em:


20140928

A Escócia e as soberanias no século XXI

O referendo na Escócia, direitos, soberania, UE e geopolítica

Em qualquer destas ligações

http://grazia-tanta.blogspot.pt/2014/09/a-escocia-e-as-soberanias-no-seculo-xxi.html

http://www.slideshare.net/durgarrai/a-esccia-e-as-soberanias-no-sculo-xxi

http://pt.scribd.com/doc/241224559/A-Escocia-e-as-soberanias-no-seculo-XXI


Outros textos em

http://grazia-tanta.blogspot.com/                               

http://pt.scribd.com/profiles/documents/index/2821310

http://www.slideshare.net/durgarrai/documents

20140904

A NÃO SOLUÇÃO COM UM NOVO ESCUDO

A situação miserável da esmagadora maioria dos portugueses coexiste com um bloqueio político interno e no enquadramento geopolítico. Esse bloqueio, em paralelo com uma anemia da movimentação social, dá aso à elevação de um fetiche como solução.

Sumário
1 – A vida em Portugal antes do euro já não era fácil
2 – A caminhada até ao euro
3 - Centrar na moeda a causa das desgraças é um fetichismo
3.1 – A trama do capital financeiro
3.2 – A dívida pública e o euro
3.3 – O deficit externo e o euro
3.4 - Subfacturação e sobrefaturação
3.5 – A relação trabalho/capital e o euro
3.6 – O processo de transição para uma moeda nacional
3.7 - Os impactos sobre a dívida e o acesso ao crédito

Em qualquer destas ligações:
http://grazia-tanta.blogspot.pt/2014/09/a-nao-solucao-com-um-novo-escudo-1.html
http://www.slideshare.net/durgarrai/a-no-soluo-com-um-novo-escudo

http://pt.scribd.com/doc/238582992/A-Nao-Solucao-Com-Um-Novo-Escudo


 Este e outros documentos em:

20140821

Portugal deve sair do euro? Sim ou não? (2)




A subalternidade das pequenas nações, a austeridade e a pobreza estão garantidas em capitalismo, com ou sem euro. A solução só pode surgir a partir da solidariedade dos povos europeus, da Ibéria em particular, num quadro de prioridade para a satisfação das necessidades coletivas

Sumário

Conclusões
6 – A constante reconstrução das desigualdades
8 – A dependência externa de Portugal
7 – Processos globais de integração capitalista
9 – O endividamento externo e a subalternidade
10 - Sair do euro?

Em qualquer destas ligações:

http://www.slideshare.net/durgarrai/portugal-deve-sair-do-euro-sim-ou-no-2

 Outros documentos em:    


http://grazia-tanta.blogspot.com/                              

http://pt.scribd.com/profiles/documents/index/2821310

http://www.slideshare.net/durgarrai/documents

20140723

Portugal deve sair do euro. Sim ou não? (1)



Sumário
Conclusões
1 - Questões prévias
2 - Despolitização e falta de democracia
3 - Como surgiu o euro
4 – Um processo de constituição de desigualdades
4.1 – As desigualdades na Ibéria
5 - Portugal, o bom aluno do mestre Cavaco
5.1 – No princípio está o crédito, a especulação e a corrupção
5.2 – A utilização do crédito
5.3 – A capacidade de gerar rendimentos
5.4 - Produtividade e custos laborais

Em qualquer das ligações seguintes:




Este e outros documentos em:



http://grazia-tanta.blogspot.com/                              

http://pt.scribd.com/profiles/documents/index/2821310

http://www.slideshare.net/durgarrai/documents



20140625

O ‘projeto’ UE e a democracia de plástico

Os resultados das eleições para o Parlamento Europeu demonstram apenas um exercício de legitimação do poder do capital financeiro e da austeridade.

Sumário

1 - A UE, versão para adultos
2 - A romaria europeia de maio
3 – Avaliação histórica das romarias em terras lusitanas
3.1 – Avaliação global
          3.2 – Distribuição pelas cadeiras de Estrasburgo
           3.3 – As votações partidárias

4 – À guisa de conclusão

Em qualquer destas ligações
http://grazia-tanta.blogspot.pt/2014/06/o-projeto-ue-e-democracia-de-plastico_25.html

http://www.slideshare.net/durgarrai/o-projeto-ue-e-a-democracia-de-plstico

http://pt.scribd.com/doc/231290065/O-projeto-UE-e-a-democracia-de-plastico

Este e outros textos em:


20140509