20140625

O ‘projeto’ UE e a democracia de plástico

Os resultados das eleições para o Parlamento Europeu demonstram apenas um exercício de legitimação do poder do capital financeiro e da austeridade.

Sumário

1 - A UE, versão para adultos
2 - A romaria europeia de maio
3 – Avaliação histórica das romarias em terras lusitanas
3.1 – Avaliação global
          3.2 – Distribuição pelas cadeiras de Estrasburgo
           3.3 – As votações partidárias

4 – À guisa de conclusão

Em qualquer destas ligações
http://grazia-tanta.blogspot.pt/2014/06/o-projeto-ue-e-democracia-de-plastico_25.html

http://www.slideshare.net/durgarrai/o-projeto-ue-e-a-democracia-de-plstico

http://pt.scribd.com/doc/231290065/O-projeto-UE-e-a-democracia-de-plastico

Este e outros textos em:


20140509

20140415

Algumas fraturas narcísicas na evolução histórica

As certezas na história da humanidade sofrem, por vezes abalos demolidores. As causas desses abalos começam por ser objeto de violência e depois, de silêncios conformados ou de adaptações desvirtuadoras.

1 - A fratura coperniciana
2 - A fratura de Darwin
3 – Fraturas no optimismo capitalista – Marx
4 – Fraturas no optimismo capitalista – Bakunin

5 - A fratura do Homem como construção social

Em uma das seguintes ligações:

http://grazia-tanta.blogspot.pt/2014/04/algumas-fraturas-narcisicas-na-evolucao.html
http://www.slideshare.net/durgarrai/algumas-fraturas-narcsicas-na-evoluo-histrica
http://pt.scribd.com/doc/218370114/Algumas-fraturas-narcisicas-na-evolucao-historica

20140405

Com tais rosários e gamanços, os pensionistas estão bem tramados!



Texto de http://bilioso.blogspot.pt/

Em qualquer das seguintes ligações:

http://grazia-tanta.blogspot.pt/2014/04/com-tais-rosarios-e-gamancos-os.html

http://www.slideshare.net/durgarrai/com-tais-rosrios-e-gamanos-os-pensionistas-esto-bem-tramados

http://pt.scribd.com/doc/216494102/Com-tais-rosarios-e-gamancos-os-pensionistas-estao-bem-tramados


Este e outros documentos em:

http://grazia-tanta.blogspot.com/                               

http://pt.scribd.com/profiles/documents/index/2821310

http://www.slideshare.net/durgarrai/documents


20140312

A Ucrânia e a “comunidade internacional”

Sumário:

1 – A disputa da Ucrânia
2 – No quadro da Jugoslávia
3 – O cenário palestiniano
4 – A partição do Sudão
5 – Aventuras e desventuras do amigo Saddam
6 - O porta-aviões do Barhein

Em qualquer das seguintes ligações

http://grazia-tanta.blogspot.pt/2014/03/a-ucrania-e-comunidade-internacional.html

http://www.slideshare.net/durgarrai/a-ucrnia-e-a-comunidade-internacional

http://pt.scribd.com/doc/212069971/A-Ucrania-e-a-comunidade-internacional

Outros textos em:


20140302

Porque não é pagável a dívida pública portuguesa

Não há “uma única circunstância histórica" em que as políticas de austeridade tenham conduzido ao fim do pesado fardo de dívida
             
                Ashoka Mody, ex- chefe de missão do FMI na Irlanda
Sumário

Conclusões
1 - A dívida é um instrumento de domínio.
2 – A geminação entre os Estados e os capitalistas
3 - Portugal – Cenários de continuidade no pagamento da dívida
3.1 – A continuidade pró-ativa e radical (Hipótese I)
            3.2 – A continuidade pró-ativa amortecida (Hipótese II)
            3.3 – A continuidade prolongada (Hipótese III)
4 – Avaliação das parcelas da dívida a não pagar

5 - Como sair disto?

Em qualquer das seguintes ligações:

http://grazia-tanta.blogspot.pt/2014/03/porque-nao-e-pagavel-divida-publica.html
http://www.slideshare.net/durgarrai/porque-no-pagvel-a-dvida-pblica-portuguesa
http://pt.scribd.com/doc/210142863/Porque-nao-e-pagavel-a-divida-publica-portuguesa

Este e outros textos em:


GRAZIA TANTA – NEWS,  notícias e comentários sobre o que acontece



20140204

Soberania, soberania nacional e subalternidade – para um enquadramento geopolítico

Sumário

1 - Como se constrói a soberania
2 – Como se desenvolve uma soberania nacional
3 – Portugal, a construção de uma dependência
4 – Mudança de agulha -  a subalternidade dentro da UE
5 – Subalternidade periférica num contexto geopolítico não previsto

6 - A subalternidade é a porta para todas as desigualdades


Em qualquer das seguintes ligações:

http://grazia-tanta.blogspot.pt/2014/02/soberania-soberania-nacional-e.html

http://www.slideshare.net/durgarrai/soberania-soberania-nacional-e-subalternidade-para-um-enquadramento-geopoltico

http://pt.scribd.com/doc/204556899/Soberania-soberania-nacional-e-subalternidade-%E2%80%93-para-um-enquadramento-geopolitico-pdf


Outros textos em:


20140107

Investimento estrangeiro em Portugal - Entre o mito e a propaganda (2ª parte)

Na primeira parte deste texto[1] abordou-se a evolução, a dimensão e a distribuição dos consolidados do IDE (investimento direto no estrangeiro) nos países da UE, com relevo para Portugal, para o qual se procedeu a uma avaliação do perfil setorial do IDE instalado no país.


Sumário

Conclusões
1 - Origens geográficas do IDE em Portugal
1.1 – Visão global
1.2 – IDE com origem na UE
1.3 – IDE com outras origens
2 - Investimento e desinvestimento em Portugal
3 - O IDE e a época da crise (2008/2013)
4 – Notas finais



[1]    http://grazia-tanta.blogspot.pt/2013/10/investimento-estrangeiro-em-portugal.html


Texto completo em qualquer das ligações:

http://grazia-tanta.blogspot.pt/2014/01/investimento-estrangeiro-em-portugal.html
http://www.slideshare.net/durgarrai/1401-ide-2
http://pt.scribd.com/doc/197092021/Investimento-estrangeiro-em-Portugal-Entre-o-mito-e-a-propaganda-2%C2%AA-parte


GRAZIA  TANTA

Documentos e textos em: