20130927

Ministério da Educação nega mobilidade por doença a doentes oncológicos

E nem sequer justifica ...
"Indeferimento que, em clara violação dos artigos 124º e 125º do CPA, não se encontra minimamente fundamentado e foi proferido sem se dar aos candidatos a possibilidade de se pronunciaram previamente à decisão." (Recurso de uma professora)
Em suma, são vários os casos de indeferimento e até agora, mais de 20 dias passados após recurso de alguns docentes, nenhuma resposta.
Que não se repita o que já aconteceu ...

Artur José Vieira da Silva
Manuela Estanqueiro
Maria Cândida Pereira


RIP

7 comentários:

Margarida Az disse...

E, sr. Ministro, isto não é coisa da época pré-eleições ... é a realidade de quem pode prejudicar-se muito por não ter este destacamento.

ana santos disse...

Já se esperava. Aquando da última mudança de escalão,não consegui mudar unicamente por não ter sido sujeita à avaliação de desempenho em 2007 e 2009. E porquê? Porque tive cancro e não estava a trabalhar na altura dessa avaliação. Mesmo com 2 pareceres favoráveis da Provedoria da Justiça, nunca consegui que estes srs entendessem que eu não pedi para ficar doente. Após 3 anos de cartas e mais cartas, acabei por desistir. Pode ser que o destino um dia lhes ensine da pior maneira o que é passar por uma situação destas.Perguntar-me- ão pelo recurso ao tribunal. Viúva com 2 filhos, um na faculdade e outro menor e diabético, tinha de optar onde gastar o meu ordenado. Optei pela educação dos meus filhos.

Isabel Pires disse...

Ele terá um cancro na próstata?
FDP

BlueShell disse...

Realmente é lamentável que o doente oncológico seja um mero número nas estatísticas.
Lamentavelmente só o doente e a família sabem da dor, do sofrimento...mais ninguém pode sequer ter uma ideia (nem nos seus piores pesadelos)do que é ser doente oncológico. Não há respeito pelo ser humano, não há respeito pela dignidade que deve assistir a todo o ser humano.
Este governo está "mortinho" por ver desaparecer" doentes, e velhos- quem morram, assim não dão despesa!
Esta é a filosofia de base em cujos alicerces este governo se funda! (infelizmente não se afunda)....

BlueShell disse...

Realmente é lamentável que o doente oncológico seja um mero número nas estatísticas.
Lamentavelmente só o doente e a família sabem da dor, do sofrimento...mais ninguém pode sequer ter uma ideia (nem nos seus piores pesadelos)do que é ser doente oncológico. Não há respeito pelo ser humano, não há respeito pela dignidade que deve assistir a todo o ser humano.
Este governo está "mortinho" por ver desaparecer" doentes, e velhos- quem morram, assim não dão despesa!
Esta é a filosofia de base em cujos alicerces este governo se funda! (infelizmente não se afunda)....

Margarida Az disse...

http://portocanal.sapo.pt/noticia/8514/

E eles aplaudem e contribuem.

prof disse...

Simplesmente desumano e vergonhoso!