20111020

Do eufemismo como abjecção

Com cada vez maior frequência, surgem na política - considerada simultaneamente enquanto arte da administração mas também enquanto arte da discursividade - formulações que devem merecer-nos a mais veemente e transparente recusa, sobretudo quando consideramos que os seus agentes constituem, enquanto representantes de outrém, um retrato de cada um de nós.

Atendendo apenas à dimensão discursiva da acção desses agentes, assume cada vez maior importância a figura estilística do eufemismo enquanto veículo do branqueamento (quando não opacidade) de algumas posições e medidas, atribuindo-lhes uma natureza mais light e, dessa forma, facilitando a sua aceitação.

No decurso de uma intervenção no 4º Congresso Nacional dos Economistas, a decorrer em Lisboa, António Lobo Xavier assume, eufemisticamente, não saber “até onde pode ir a compressão dos princípios constitucionais”. Sublinho a escolha, não inocente, do eufemismo compressão. É particularmente relevante a escolha do termo atendendo não apenas à acção política conhecida de Xavier, mas sobretudo o seu enquadramento profissional - Jurista - e a aura de credibilidade que o mesmo empresta ao seu discurso num país onde é (re)conhecida a vassalagem do pensamento à profissão do orador.

Ainda que seja possível conceber a hipótese de que o seu discurso tenha sido informado por alguma cautela quanto a potenciais efeitos nocivos - até do ponto de vista jurídico - da escolha de termos mais, digamos, transparentes, a verdade é que assumir que "todos os julgamentos legais estão a ser sujeitos à necessidade do Estado" significa, para lá do eufemismo e da sua opacidade, que a compressão deve ser entendida enquanto violação dos tais princípios constitucionais. Significa, portanto, e com as palavras todas, estar em curso nesta formulação de Xavier uma tentativa de neutralização do tom negativo e incómodo da expressão violação da Constituição, substituindo-a por uma muito mais comedida, confortável e inócua compressão. O equivalente a considerar a fome como um certo emagrecimento do corpo.